Ligue agoraDepoimentos

Dicas para a educação familiar das crianças

  • Cada criança é um ser único com talentos que precisam ser desenvolvidos e traços de caráter que necessitam ser formados.
  • Crianças precisam de disciplina. Se não existe, se sentem perdidas, sem saber como agir e o que pensar diante das situações. Os filhos precisam saber o que os pais esperam deles.
  • Para educar, o mais indicado é conversar com a criança seriamente sobre o comportamento inadequado, e deixar que ela passe alguns minutos refletindo em algum local destinado para a disciplina. Quando a opção for bater, isso não deve ser feito no momento de raiva, pois o objetivo não é machucar, mas disciplinar.
  • Os pais devem procurar, sempre que possível manter a unidade entre o casal. Isso faz com que os filhos se sintam mais seguros.
  • O básico na educação de uma criança é a união do amor com a disciplina, não deixando que haja desequilíbrio entre ambos.
  • Os pais devem saber usar corretamente o tom de voz com os filhos. Nunca se deve dizer sim da mesma maneira que se diz não.
  • A competição entre irmãos é normal e saudável. No entanto, quando a situação passa do limite os pais devem intervir.
  • É necessário que haja rotina no ambiente familiar. A rotina não precisa ser rígida ou demasiadamente sistemática, mas a ordem do dia- a- dia traz segurança para as crianças, tornando o processo educativo mais simples.
  • Para os filhos pequenos, por exemplo, a rotina deve consistir em fazer as refeições nas horas certas e dormir nos horários determinados. Os horários de fazer as lições também devem ser combinados, bem como brincar, assistir televisão, mexer no computador e outros.
  • A rotina deve sempre ser conduzida de maneira firme e serena pelos pais para que não haja manipulação por parte das crianças. Uma vez dada a ordem esta deve ser seguida, ou ao contrário a criança deverá ser disciplinada para aprender a respeitar os pais.
  • Os pais devem evitar sempre que possível chamar a atenção ou bater na criança na frente de outras pessoas. A criança deve ser corrigida no momento, mas levada para um local isolado.
  • Nos momentos de férias é normal que a rotina se torne menos rígida, e é esperado que demore em torno de uma semana para que a rotina volte ao normal. No entanto ela deve ser sempre retomada pelos pais como antes.
  • Na hora das refeições é essencial que pais e filhos sentem-se a mesa juntos, sem televisão, música, ou nada que atrapalhe este momento em família.
  • As birras e malcriações devem ser encaradas com firmeza pelos pais. Isto porque, normalmente, elas são uma forma de as crianças testarem os pais e ver até que ponto elas conseguem impor o que querem.
  • É fundamental valorizar o cumprimento das tarefas muito mais do que punir a não-obediência, a fim de estimular que os filhos continuem seguindo a rotina esperada deles.
  • Os pais devem equilibrar o tempo que os filhos passam na frente da televisão ou computador com atividades infantis como brincadeiras ao ar livre, pega-pega, bicicleta, carrinho e casinha. A s crianças gastarão mais energia e consequentemente ficarão menos agressivas ou irritadas.
  • As bagunças durante as brincadeiras devem ser encaradas pelos pais como normais, mas devem deixar claro que, terminada a brincadeira, tudo deve ser arrumado. Os pais nunca devem arrumar os brinquedos para não quebrar a regra estabelecida.
  • Como educadores, os pais precisam colaborar um com o outro, e se possível não brigar ou discutir opinião na frente das crianças. A coerência no discurso dos pais também é importante para que os filhos não usem a divergência para conseguirem o que querem.
  • O clima de seu lar deve ser como um porto seguro em que as pessoas da família queiram permanecer, e onde se sintam amadas e seguras.
  • O elogio é tão importante quanto a crítica nos momentos certos, e as crianças de vez em quando podem ser recompensadas com presentes ou doces, enfatizando que o prêmio é devido ao bom comportamento.
  • Sempre que possível, proporcione às crianças atividades de pintura e desenho, pois são muito importantes para o desenvolvimento das habilidades e da criatividade da criança. Aprendem também a se relacionar com o mundo e a expressar seus sentimentos.
  • Os pais devem impor horários diários para o cumprimento das lições de casa. No entanto, nunca devem corrigir a lição. Este é um processo que começou em sala de aula e deve terminar lá. Se corrigirem, a professora nunca saberá quais são as dificuldades do aluno, dificultando a aprendizagem. Os pais também não devem apontar os erros, mas olhar o que foi feito e participar do momento.
  • Escolha locais agradáveis para o estudo, permitindo relaxamento, e ao mesmo tempo concentração. Televisão ou barulho excessivo são distrações tentadoras e certeiras. Atente-se também para a iluminação adequada, o conforto da cadeira e a altura certa da mesa.
  • Não permita que seu filho faça a lição deitado na cama ou sentado no sofá.
  • Nunca faça a lição pela criança. Mantenha-se somente presente, ajudando se preciso com pequenas explicações sobre o assunto.

Deborah Ramos | Psicopedagoga e Psicanalista Infantil

www.deborahramos.com