Ligue agoraDepoimentos

Adaptação escolar

1.  O que um pai/mãe deve ter em mente na hora de escolher a primeira escola do filho? Quais são os critérios que ele deve ter?

Neste momento várias questões devem ser levadas em conta. A melhor opção é aquela que está de acordo com as expectativas dos pais em relação à formação do filho. A pedagogia utilizada (tradicional, sócio construtivista, lúdica…), e os valores que defendem inclusive princípios religiosos, para se evitar conflitos posteriores.

Outra questão muito importante a ser levada em consideração, é a estrutura física da escola. Dentre estes, estariam:

  • Qualificação dos profissionais, número de alunos por professor, e presença  de auxiliar de classe, para auxiliar o professor e dar maior atenção às necessidades individuais das crianças;
  • Segurança nos brinquedos e materiais em geral, segurança do ambiente (seguranças, câmeras), procedimentos adotados em caso de acidentes;
  • Ambiente e estrutura adequados, com materiais adequados, atendimento aos pais, estacionamento facilitado para deixar e pegar a criança, climatização da sala, alimentação oferecida, iluminação geral do local, poluição visual e sonora, dentre outros;

 2.  Como fazer para que o filho aceite a ideia de entrar em uma escola sem medo ou constrangimentos?

Os pais geralmente são a fonte de maior segurança para as crianças. Quando a criança sente que seus pais pesquisaram, escolheram com carinho o local, os cuidadores, e decidiram o melhor para ela, pois sabe que a ama, o normal é que a mesma aceite com maior facilidade a ideia de ingressar na escola sem maiores problemas na adaptação. O ideal é que os pais não demonstrem sinais de fraqueza, choro ou insegurança neste momento, pois a criança não entenderá o sofrimento do pai por algo que teoricamente é bom para ela.

Deve claro, ser feito um preparo por parte dos pais, geralmente em longo prazo, desde que comecem a entender as coisas de maneira mais clara. Os pais devem tranquiliza-la de que aquele momento será bom para sua vida e que contam com ela para ter um bom aproveitamento. Sempre bom é visitar a escola anteriormente do primeiro dia de aula, para a criança se familiarizar com o ambiente. Não pode esquecer-se de dizer à criança que você a buscará determinado horário, e sempre que possível não atrase, para não perder a confiança!

3.  Qual é a importância da escola desde cedo?

A escola pode ser decisiva na vida infantil, e é a primeira etapa da educação básica. É nessa fase que ela começa a desenvolver suas capacidades físicascognitivasafetiva, de relacionamento interpessoal e de inserção social. O período é tão importante que a Lei de Diretrizes e Bases 9349, promulgada em 1996, garante a toda criança de zero a seis anos o direito à educação infantil e, ao Estado, o dever de promovê-la. A escola é capaz de estimular a formação das crianças em várias áreas e de maneira constante. Para a criança, tudo é brincadeira e, enquanto ela brinca, ela aprende. Outro fator que torna a educação infantil importante é porque ela serve como alicerce para o conhecimento que a criança vai adquirir durante a vida.

4.  Quais mecanismos um pai pode fazer pro filho entender a importância da escola?

O exemplo, em primeiro lugar é uma questão muito importante. Pais que leem, estudaram e ainda estudam é sempre uma fonte de inspiração para os filhos. Não adianta muito incentivar a ida e importância da escolaridade para as crianças se os próprios pais não foram muito longe neste caminho.

Outra questão importante é mostrar exemplo de pessoas que estudaram e alcançaram ou estão alcançando conquistas na vida.

5. Os pais devem ou não acompanhar os filhos nos primeiros dias de aula?

Sim, com certeza devem acompanhar este início, incentivando, encorajando, e acompanhando até a entrada da escola quando maiores. Quando menores, até os 3 anos, ainda é indicado que os pais acompanhem o aluno por algumas horas, no ambiente escolar, e vá se afastando gradativamente até a criança estar mais acostumada. O importante é o pai demonstrar segurança na escolha de deixa-la naquele ambiente, evitando que a criança pense que o ambiente e a situação é hostil, já que os próprios pais estão sofrendo em que ela esteja lá.

6. Como deve ser a adaptação da saída da criança para a escolinha?

As crianças se animam muito com materiais novos, bonitos, coloridos, além de uniformes e outras novidades que podem animá-la a iniciar a vida escolar. O lanchinho preparado com carinho pela mãe para a hora do recreio também é muito importante para um vinculo melhor da criança com o ambiente ainda estranho, principalmente nos períodos iniciais de adaptação.

7.  Como os pais podem ajudar no acompanhamento escolar?

O ideal é que todos os pais disponham de um tempo diário para acompanhar as atividades escolares dos filhos. Neste período poderia olhar o caderno, os livros de atividades, os desenhos, e sempre procurar auxiliar a criança nas suas dificuldades que podem aparecer no decorrer do ano letivo. Caso não disponham de tempo para a ajuda com as tarefas, é de grande ajuda a contratação de um professor particular. No entanto não devem transferir totalmente a responsabilidade da educação dos filhos somente a terceiros. Uma atenção diária, por mais curta que seja é imprescindível para estimular a criança, a partir do interesse dos pais.

8. Os pais devem ou não ajudar na lição de casa? E qual é a melhor forma de ajudar?

Sim, devem auxiliar sempre que possível. Isso não significa fazer a tarefa por eles, mas auxiliá-lo, estimulá-lo e sempre que ajudar não estiver ao seu alcance, procure a ajuda de um profissional.

Deborah Ramos | Psicopedagoga e Psicanalista Infantil

www.deborahramos.com