Ligue agoraDepoimentos

A importância dos pais na aprendizagem

1) PORQUE É TÃO IMPORTANTE A PRESENÇA DA FAMÍLIA NO APRENDIZADO DAS CRIANÇAS?

A famosa frase: “A família é a base de tudo”, é realmente verdadeira e a Bíblia Sagrada confirma a importância da adequada estrutura familiar. Logo no início da vida de uma criança ela já é grandemente influenciada pelo ambiente familiar. A criança principalmente nesta fase está em constante aprendizado e até por sua total dependência dos pais, tudo o que aprende deve ser proporcionado pela família. O ambiente adequado e os devidos estímulos é que proporcionarão uma adequada aprendizagem, desde o nascimento. Posteriormente, a escolha da escola, dos brinquedos, dos cursos, da estimulação artística, estimulação musical, do que a criança assiste na televisão, o que ela escuta continuarão fazendo toda a diferença na vida desta criança em questão de aprendizado.

2) QUAIS SÃO OS PROBLEMAS QUE A AUSÊNCIA DA FAMÍLIA PODE CAUSAR NA EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS?

Infelizmente, devido ao fato do grau de dependência das crianças, a ausência da família poderia ser muito drástica na estimulação da aprendizagem. A ausência de um pai com seu papel masculino, a importância da mãe com seu papel feminino ou na pior das hipóteses a ausência de ambos, deveria ser substituída o quanto antes por outros adultos responsáveis que cumprissem estes papéis na vida da criança. Estes devem sempre oferecer estímulos e participar ativamente na educação desta. Se entregue a si mesma será muito difícil alcançar um adequado nível de aprendizado. A escola é sempre um complemento de uma educação que inicia no lar.

4) QUAL A IDADE IDEAL PARA MATRICULAR UMA CRIANÇA EM SUA PRIMEIRA ESCOLA OU CRECHE?

O ideal mesmo é que a educação seja inicialmente oferecida no lar pelo pai e pela mãe, Estes deverão oferecer não somente os estímulos para a base da aprendizagem como brinquedos e atividades como também oferecer o apoio emocional imprescindível para a educação. Muitos pais trabalham muito por escolha ou necessidade e colocam a criança ainda com meses em uma creche. Lá ela poderá ter muito estímulo cognitivo, mas a ausência precoce dos pais pode afetar o emocional dela por toda a vida. Eu recomendaria a entrada na creche somente após os 3 anos de idade quando a criança já poderia ter tido bastante contato familiar para então estar em um ambiente escolar.

5) COMO POSSO ESTAR PRESENTE NA VIDA ESCOLAR DO MEU FILHO? IR ÀS REUNIÕES ESCOLARES BASTA? (QUAIS OUTRAS DICAS SÃO FUNDAMENTAIS PARA COMPLEMENTAR ESTE PROCESSO?)

Os pais que podem e disponibilizar tempo de qualidade para seus filhos podem participar muito da vida escolar de seu filho. Não basta ir somente a reuniões, mas acompanhar o dia a dia da criança, suas novas aprendizagens, suas amizades e seus conflitos. O diálogo diário contribui muito para um pai conhecer melhor o seu filho Deve olhar diariamente sua agenda para verificar as tarefas e acompanhar de perto estas tarefas para casa. Qualquer sinal de dificuldades emocionais ou pedagógicas deve ser vistas por estes pais para que se possa buscar ajuda o quanto antes.

6) E NA ADOLESCÊNCIA? QUAIS AS DICAS PARA ESTAR SEMPRE PRESENTE NA VIDA ESCOLAR DO MEU FILHO?

Não se constrói um relacionamento do dia para a noite. A confiança e a amizade demoram anos para serem conquistadas. Da mesma forma é o relacionamento entre pais e filhos, pois desde muito cedo, desde os primeiros minutos de vida da criança ela deve sentir e ter a certeza de que é vista, acolhida e amada por seus pais. Uma criança que tem um bom acompanhamento de seus pais desde cedo, provavelmente não encontrará problemas para passar pela fase da adolescência confiando em seus pais. A adolescência é um período de crescimento, amadurecimento e conquista da independência e é normal que os adolescentes se distanciem um pouco dos pais neste período para estar se juntando a um grupo. No entanto, o adolescente que confia e respeita seus pais não vai querer se distanciar muito de seus pais neste período, pois eles serão vistos sempre como um porto seguro. A vida escolar será compartilhada naturalmente com os pais se houver um bom relacionamento com eles e assim os pais poderão acompanhar e ajudar no que for necessário, inclusive encaminhando este adolescente para uma vida profissional futura.

7) EM QUAL SITUAÇÃO É NECESSÁRIA A INTERVENÇÃO DE UM PROFISSIONAL?

Sempre que houver qualquer desequilíbrio tanto na área pedagógica quanto emocional, o ideal é que se busque a ajuda de um profissional especializado. O profissional irá avaliar esta criança ou adolescente para saber se o que está acontecendo com ela é normal ou se necessitará de intervenção em alguma área.

8 ) QUAIS DICAS VOCÊ PODE FORNECER?

A dica seria sempre priorizar a família. Dinheiro algum paga a união e confiança familiar, pois a família é realmente a base de tudo. Os pais devem priorizar o contato, a amizade, o tempo compartilhado, as refeições juntos e os momentos de lazer para construir este relacionamento. Uma boa aprendizagem dependerá sempre deste fator.

 

Deborah Ramos | Psicopedagoga e Psicanalista Infantil

www.deborahramos.com